Por que eu parei de usar: Monange Rosa, Elseve Óleo Extraordinário e Griffus

PQ PAREI DE USAR

Quem acompanha o blog sabe o quanto eu usei os cremes Monange (tanto o rosa quanto o laranja – máscaras e cremes de pentear), o condicionador Elseve Óleo Extraordinário e a máscara da Griffus Instense Queratina. Inspirada pelo blog Oh Lollas, resolvi mudar um pouco o estilo de postagem que usualmente faço e explicar por que eu não comprarei mais esses produtos. Por favor, leia até o final! O assunto é importante e precisamos muito falar sobre isso.

As empresas dos produtos que eu citei realizam testes em animais para elaborarem seus produtos. E uma coisa nós precisamos ter em mente: os animais não estão aqui para nos servir. A vida deles não vale a nossa vaidade, a nossa beleza. Não é ético, não é justo e muito menos necessário que os animais sofram para que nós possamos usar um produto, seja ele cosmético, alimentício, de vestuário, o que for.




Os testes em animais são “todo e qualquer experimento com animais cuja  finalidade é a obtenção de um resultado seja de comportamento, medicamento, cosmético ou ação de substâncias químicas em geral. Geralmente os experimentos são realizados sem anestésicos, podendo ou não envolver o ato da vivissecção (dissecação de animais vivos para estudos). E quando um produto dessa origem (cosmético, medicamento…) chega ao mercado, são os consumidores as primeiras cobaias de fato, independentemente da quantidade de testes conduzida previamente em animais. Somente os humanos podem exibir efeitos desejáveis ou colaterais na espécie para qualquer substância testada”, vide o que andou acontecendo com algumas pessoas com uso de TrésEmmé (que por sua vez é da Unilever, empresa inimiga dos animais e da natureza) – alergias, coceiras, queda, caspa, e até corte químico. Na Europa já foi proibido por diversos países a realização de testes em animais e uso para pesquisas acadêmicas. Porém, aqui no Brasil, de acordo com a Lei de nº 9.605, de 13 de Fevereiro, de 1998, as experimentações em animais são ilegais quando existirem recursos alternativos.

“Não podemos esquecer que muitas empresas enviam seus produtos para laboratórios terceirizados que realizam seus testes em animais. Neste caso, a empresa testa, porém muitas poderão afirmar que não. Como consumidores, devemos exigir que nossas dúvidas sejam devidamente sanadas, uma vez que toda e qualquer empresa tem o direito e o dever de nos informar sobre o produto que estamos consumindo, desde o processo de fabricação até o teste do produto. Vale ressaltar que os testes de cosméticos e produtos de limpeza, em animais, é absolutamente inútil. Já existem no mercado alternativas eficientes e eficazes que substituem esses métodos antiquados e cruéis. Porém, muitas empresas, por puro interesse econômico, insistem em não adotá-los.”

 
 Eu não preciso maltratar, aleijar, cegar, envenenar, queimar, violentar nem matar animais para cuidar de mim, da minha beleza, da minha saúde e do meu corpo. 

 

Para você ter uma ideia da gravidade dos testes, existe um que é o Teste de Irritação dos Olhos: É utilizado para medir a ação nociva dos ingredientes químicos encontrados em produtos de limpeza e em cosméticos. Os produtos são aplicados diretamente nos olhos dos animais conscientes. Os coelhos são os animais mais utilizados nos testes Draize, pois são baratos e fáceis de manusear. Seus olhos grandes facilitam a observação dos resultados. Para prevenir a que arranquem seus próprios olhos (auto-mutilação), os animais são imobilizados em suportes, de onde somente as suas cabeças se projetam. É comum que seus olhos sejam mantidos abertos permanentemente através de clips de metal que seguram suas pálpebras. Durante o período do teste, os animais sofrem de dor extrema, uma vez, que não são anestesiados. Embora 72 horas geralmente sejam suficientes para a obtenção de resultado, a prova pode durar até 18 dias. Muitas vezes, usam-se os dois olhos de um mesmo coelho para diminuir custos. As reações observadas incluem processos inflamatórios das pálpebras e íris, úlceras, hemorragias ou mesmo cegueira. No final do teste os animais são mortos para averiguar os efeitos internos das substâncias experimentadas. No entanto, os olhos de coelho são um modelo pobre para olhos humanos. Por favor, não preciso dizer mais nada para passar a boicotar esse tipo de empresa. Saiba mais sobre outros tipos de testes aqui.  




  • Monange, que até ano passado pertencia ao grupo Hypermarcas, passou a pertencer à Coty (bem como Risqué, Biocolor, Paixão, Cenoura&Bronze e Bozzano), que realiza testes em animais. Logo, boicoto.
  • A L’Oreal (polêmica essa!) também será boicotada, até que resolvam a questão da China. Vou explicar (palavras da própria L’Oreal): “Na China, as autoridades regulatórias ainda exigem alguns testes em animais para produtos cosméticos, realizados em centros de avaliação indicados por eles, antes que estes produtos sejam colocados em seu mercado. Achamos que estes testes são desnecessários, mas não podemos impedi-los.” Pronto. Suficiente. Sei que a empresa discorda, que está tentando negociar com o país, mas não posso colaborar com essa prática. Eles preferem realizar os testes a não expandir as vendas para a China? Ok. Boicoto.
  • Bem, sobre a Griffus: já falei sobre ela nesse post, pois o produto que eu usava continha queratina animal e não obtive informações conclusivas sobre a realização ou não de testes, uma vez que não aparece na lista do PEA, fica difícil confiar. Logo, boicoto.

Com tanta variedade de produtos por aí, não preciso financiar o sofrimento dos animais. Com um pouquinho de pesquisa você pode optar por marcas amigas, marcas cruelty-free! É importante não alimentarmos este mercado, não somente deixando de comprar os produtos, mas divulgando essas informações e comunicando a empresa. Um simples e-mail já dá força à causa e ajuda a pressionar para que consigamos o fim dos testes nos animais!

Confira a lista de empresas nacionais que testam e que não testam em animais aqui (PEA)
♥ NÃO REALIZAM TESTES EM ANIMAIS ♥
Clique para ver a lista completa

Outras marcas que não testam em animais:
Lola Cosmetics, Surya Brasil, Salon Line, Bioextratus, Kanechom
* LEIA ALGUMAS OBSERVAÇÕES NO FINAL DO POST!
): FAZEM TESTES EM ANIMAIS ):




Não irei apagar os posts antigos aqui do blog que contenham produtos de marcas cruéis, pois os posts possuem outras informações importantes. Porém, irei editá-los e adicionar uma observação com link para essa postagem e, a partir de agora (ok, já há um tempo que venho realizando boicote a essas marcas, mas venho fazendo-o lentamente) só falarei de produtos cruelty-free.

Espero que tenha sido útil! Divulge essas informações com suas amigas e amigos, só assim conseguiremos mudar alguma coisa e libertar os animais :]

OBSERVAÇÃO: vi algumas pessoas mencionando que as embalagens da linha Intense da Griffus têm vindo dizendo que a marca não testa em animais. Conferi a minha (que por acaso ainda estava guardada vazia aqui esperando ser reciclada – veja fotos aqui, aqui e aqui) e não tinha nada escrito nela. Talvez seja uma política recente da empresa, mas ainda aguardo algo além dos emails do SAC. (atualizado em 12/05/2016)

OBSERVAÇÃO 2: Recentemente, a Granado/Phebo foi vendeu parte de suas ações para a espanhola Puig, que realiza testes em animais! A partir de então, boicoto. É uma pena, viu, respeitava bastante a marca…  (fonte, atualizado em 18/10/2016)


LEIA TAMBÉM:

Beleza, Consumo Consciente e Veganismo

Fontes: @ @

29 Comentários


  1. Giovanna, tudo bom?
    Querida, eu uso absorvente always desde da minha primeira menstruação, pois sou alérgica a todos os outro que usei, mas depois de sua matéria. preciso troca URGENTEEEEEE… mas não conheço nenhuma marca que não façam teste com animais…
    você pode me dizer algumas marcas?

    Responder

    1. Oi querida! Vc conhece os coletores menstruais? Impactos ambientais nulos! Eu uso da marca Korui, é tudo de bom!
      No Brasil é muito raro acharmos absorventes externos não testados em animais,e quando achados são muito caros… Todos os encontrados em farmácias e supermercados testam :[ Bjs

      Responder

  2. A Nutrimetics (marca da Tupperware Brands) diz que não realiza testes em animais tbm, mas não vi o nome na lista, vc sabe algo a respeito?

    Responder

  3. Um fato curioso que pouca gente sabe: a maior fonte de queratina para uso em cosméticos é o cabelo humano, não outrs animais. Principalmente os recolhidos em salões e barbearias chinesas. Quem me contou foi uma cientista chinesa.

    Responder

  4. Oi Xará (sou eu de novo aqui)
    Vi um vídeo da Mari Morena, em que ela falava que questionaram a Monange, e eles negaram a realização de testes em animais, e ela mesma, no vídeo, disse que muita gente, como você, não acreditou e parou de usar os produtos deles, mas ela continuava usando, e preferia acreditar que eles não fazem teste em animais.

    Responder

    1. Olá! Pois é, mana, essa questão toda é muito complexa! O fato é que quem faz testes não é a Monange em si, e sim o grupo ao qual ela pertence. Acho que vai da decisão de cada um(a) boicotar ou não, só sei que não quero continuar dando dinheiro pra esse tipo de empresa :[
      Beijocas!

      Responder

  5. No site da l’oréal eles dizem que não fazem testes em animais e que já conseguiram negociar com a china.

    Responder


  6. Várias matérias falando e no site da Loreal, diz que não fazem teste em animais.

    Responder

  7. Gostei super aprovo. Mas o que você acha da nova linha griffus amo cachos?

    Responder

    1. Olá Rose, que bom que gostou! Ainda não voltei a usar nada da Griffus, estou aguardando maiores confirmações sobre a realização ou não de testes em animais, e até hoje ainda não recebi retorno da questão da origem da queratina hidrolizada. Beijos!

      Responder

  8. Ótimo post!!
    Vale lembrar que, recentemente, a marca Granado/Phebo teve parte de suas ações comprada por uma empresa que realiza testes em animais. Eu usava sabonetes e desodorantes da Phebo, já estou boicotando também.
    Parabéns e continue o bom trabalho! Sempre bom achar pessoas que se importam com esse tipo de coisa ❤️

    Responder

    1. Oi Carina, que bom que gostou! Uma pena essa da Granado, era uma marca que eu adorava também! Não comprarei mais. Continuemos divulgando essas informações para formarmos mais consumidor@s conscientes! Beijão!

      Responder

  9. Acabei de começar o Low Poo e tenho produtos de marcas que testam em animais, vou terminar de usar e substituir. Por favor, conte-nos tudo sobre os produtos que você usa. Muito obrigada por nos conscientizar.

    Responder

  10. Parte da Granado foi vendida para uma empresa que faz testes. Sugiro que atualize o post, que ficou muito legal, por sinal! 🙂

    Responder

    1. Olá Juliana! Acabei de atualizar o post com essa informação, muito obrigada! Fico feliz que tenha gostado! Beijos!

      Responder

    1. Olá Daiane! Existem muitos cremes legais e veganos no mercado! Para hidratar, por exemplo, você sempre pode fazer alguma receita caseira e obter resultados maravilhosos! Cremes de pentear já ‘dificulta’ porque depende muito do resultado que você gosta, do seu tipo de cabelo, etc. Eu tenho usado e amado o Kanechom Kids (que, apesar de ser máscara, uso como creme de pentear) e o Finalizador Pós Progressiva da Bioextratus (tem resenha desses dois produtos aqui no blog, inclusive ^.^)
      Beijocas!

      Responder

  11. Nossa!!!!!!
    Eu passei dias pesquisando sobre low poo, cataloguei os produtos e nem pensei nessa questão! Acabei comprando cosméticos que colaboraram para essa maldade! 🙁
    Vou prestar mais atenção e não contribuirei com essa crueldade.
    Obrigada pelo texto!

    Responder

  12. Parabéns pela atitude! Sou vegetariana há 9 anos, já fui vegana e tenho escorregado bastante nos meus próprios conceitos, pretendo voltar a ser vegana. Conheci o No poo há dois meses e entrei de cabeça no mundo da L’oreal (condicionador) e Monange (creme de pentear) e assim como você, já tomei a decisão de acabar com as embalagens que estão pela metade e somente manter o Yamasterol e utilizar chás e receitas caseiras. É péssimo financiar a crueldade em qualquer aspecto: produtos de beleza, entretenimento, alimentação, mas eu entendo que as pessoas precisam dar um passo de cada vez, o importante é dar o PRIMEIRO passo. Então, novamente, parabéns!

    Responder

    1. Muito obrigada, Bia! Super concordo com você, um passo de cada vez. Se todos acharmos que a nossa ação não importa, nada mudará, por isso tudo importa! Deixando de dar dinheiro pra essas empresas crueis já é um começo, e se cada vez mais pessoas se derem conta do que rola por trás dos produtos que andam comprando e boicotarem também, um dia os testes em animais chegam no fim! Bjs e muito obrigada mais uma vez (volta pro veganismo simmmm! hihih)

      Responder

  13. Não sabia repassarei a todos os meus amigos,obrigada.

    Responder

Comente sobre esse post!