Como eu tenho finalizado meu cabelo ultimamente + Receita Caseira | Water Only – No Poo

Até que enfim chegueeeei chegando pra contar pra vocês como eu tenho finalizado minha juba ultimamente! Muita coisa mudou nesse 2017, e mesmo que não faça muita diferença, peço desculpas por não ter mantido o blog em dia. Estive mais presente no instagram e no nosso amado grupo de Water Only no facebook. Mas agora estou de volta cheeeia de coisa pra compartilhar com vocês!

Hoje venho falar da minha finalização atual. Pra quem não sabe:

finalizar

. última etapa de cuidados com o cabelo após o banho, aplicando algum produto (creme de pentear, leave-in, gel, mousse, etc), penteando, secando…





O creme de pentear

Há um tempo venho analisando as possibilidades de combinação das coisas que eu já conheço no universo natureba de ingredientes para se usar na finalização, e a melhor fórmula que eu obtive foi de fato usando conhecimentos que as gringas já possuem a muuuito tempo e pouco vejo a galera aqui no Brasil aplicando: primeiro você aplica um hidratante e depois algo para selar essa hidratação! A ideia por trás disso é primeiro dar uma dose de hidratação ao cabelo, para que ele fique ainda mais macio e saudável, e depois algo que vai segurar ela no lugar e ajudar a dar mais forma ao cabelo. Então bora ver as receitas:

 Etapa 01: Hidratante

◘ Ingredientes:

  • Gel de babosa
  • Goma xantana*

* A goma xantana entra nessa etapa para ajudar a aplicação do gel de babosa, garantindo mais consistência à mistura. Mas é opcional!

O gel de babosa eu extraio direto da folha, depois bato com um pouquinho de água pra ajudar. Se preferir, pode usar daqueles que vendem engarrafados em lojas de produtos naturais também!

 

Etapa 02: Selante

◘ Ingredientes:

  • Gel de linhaça ou tapioca
  • Óleo e/ou manteiga vegetal*
  • Glicerina vegetal

*  Os que eu curto são: côco, semente de uva, além das manteigas de cacau e de karité. Azeite de oliva também é uma ideia, mas acho pesadinho demais para o meu cabelo. Procuro sempre usar beeem pouco para não pesar no cabelo e em geral uso mais de um óleo/manteiga. DICA: se o óleo/manteiga que você escolher for sólido à temperatura ambiente, aproveite e jogue ele dentro do gel de linhaça/tapioca ainda quente para que ele derreta e se misture!

 

Daí basta armazenar essas misturinhas em recipientes adequados na geladeira por até 10 dias!

+ Saiba mais sobre como conservar seus cosméticos caseiros




Mas Giovanna, por que você não mistura tudo isso num creme só?

Reparei que assim faz diferença, gente. Acho que é porque fazendo separado, o cabelo tem tempo de absorver melhor os ingredientes hidratantes e depois se concentrar em ficar com uma forma legal. Enquanto você espalha o Hidratante (Etapa 01) ele vai penetrando as cutículas até o momento de você aplicar o Gel+Óleo, que vão “prender” essa hidratação ali dentro e evitar que ela seja perdida pelo ar. Experimenta fazer assim, separado, e depois tudo junto e me conta qual deu mais certo!


A finalização em si

Como já mostrei em vídeo pra vocês, eu faço fitagem pra deixar os cachinhos do jeito que eu gosto. Isso não mudou, o processo é exatamente o mesmo! Clique aqui para ver o vídeo completo!

A diferença é que primeiro eu aplico o Hidratante (Etapa 01) por toooodo o cabelo e depois faço a fitagem com o Selante (Etapa 02) como mostro no vídeo. Termino com meu amado plopping e em poucas horas o cabelo está seco e maravilhosoooo!


Vantagens e Desvantagens

As vantagens dessa finalização são:

  • 100% ecológica – todos os ingredientes são biodegradáveis, não há subprodutos e nada é tóxico/cancerígeno etc! A não ser que você faça gel de aveia (daí vai ter que fazer um cookie com o resíduo, ou reaproveitá-lo numa vitamina, algo assim! Que chato não? rsrs). Você já parou pra pensar no impacto gerado pela produção dos cosméticos industrializados? Aquela quantidade toda de componentes produz um volume gigante de rejeitos químicos que não são amigos da Natureza. Sem falar nas embalagens, que são de plástico e demoram milhares de anos para serem decompostas!
  • Vegana – né? Nada de testes em animais ou exploração animal em nenhum nível, com alto grau de confiabilidade!
  • Baixo custo – esses ingredientes são super baratos, a exceção dos óleos e manteigas, que podem encarecer um pouco a sua receita. Mas a quantidade que se usa deles é tão pouca que gastar um pouquinho com isso agora (isso é, se você já não tem algum desses ingredientes milagrosos em casa) é um investimento a longo prazo tanto pro seu cabelo quanto pra sua pele!
  • Customizável – você pode brincar e inovar a cada semana! Aos poucos você vai testando as quantidades que melhor se adaptam ao seu cabelo e a sua necessidade! Amooo

Já as desvantagens são:

  • Preparo – eu sei bem que não é toda semana que a gente tem tempo ou paciência para fazer uma receitinha dessas. É super rápida e fácil, mas não deixa de demandar um tempinho nosso, né?
  • Conservação – só dura no máximo 10 dias… poxa vida!
  •  Retoque – um ponto importante!! Como não possui ingredientes muito fortes, eu sinto a necessidade de retocar a finalização no 2º day after, pois é como se meu cabelo já tivesse absorvido tudo que eu coloquei rsrs. Então dou aquela boaaa revitalizada e aí o cabelo está novinho em folha! Só que, como no item Preparo, não é sempre que a gente tem esse tempinho no dia a dia pra retocar a juba…




Resultados

Dá uma olhada em como fica meu cabelo com essa finalização! (Fotos de um 1º day after sem revitalização). Na foto de capa desse post também havia finalizado com essa mesma receita. Tá tendo foto sem maquiagem sim, é a vida.


Por hoje foi isso, galera! Espero que tenham gostado dessa dica! Contem pra mim quais ingredientes vocês mais amam usar na finalização caseira de vocês! Até mais!

 

Comente sobre esse post!