Cachos da Gi

A importância das tranças para proteger o cabelo na Quarentena

Como vocês já devem ter lido no último post de dicas de cuidados com o cabelo para a Quarentena, as tranças são excelentes aliadas na hora de manter o cabelo no lugar e protegido enquanto passamos tanto tempo em casa. Conhecidos como protective hairstyles em inglês (ou “penteados de proteção” em tradução livre), tais penteados visam reduzir o desgaste causado por fatores ambientais nos cabelos, mantendo as pontas guardadinhas, a fim de desencorajar puxões e manipulações excessivas.

Mas se você não sabe como manter seu cabelo nesses penteados da forma correta, pode causar mais mal do que bem! Existem muitos fatores a se considerar ao adotar as tranças, e o primeiro deles é…

1. Conheça seu tipo de cabelo

Quanto mais grosso e forte for o seu cabelo, menor a chance de você sofrer com quebra nas tranças. Penteados muito apertados ou que puxam com muita força podem causar rupturas e até danos ao couro cabeludo. De toda forma, não há necessidade de abusar da tensão neste momento – queremos algo confortável e prático!

Pessoas com cabelos mais finos ou com menos densidade precisam ser mais cautelosas – o segredo é garantir que seu cabelo esteja completamente limpo e hidratado antes de começar. Quanto melhor estiver a saúde dos seus fios, maiores serão os benefícios das tranças. Cabelos ressecados só irão sofrer com as torções das tranças!

No geral, quando mais cacheado/crespo, menores podem ser as mechas das tranças que você fizer, pois cabelos mais lisos podem quebrar mais facilmente com tranças finas.

No final do post você encontra uma galeria de fotos com ideias de tranças e twists pra escolher a que melhor se encaixa pro seu cabelo!

2. Preparação

Antes de tudo, lave seu cabelo e faça uma boa hidratação, conforme já conversamos no post anterior de dicas pra quarentena. Não está proibido o uso de cremes de pentear antes de trançar, mas espere que o cabelo seque bastante antes de começar. Você pode até deixá-lo secar completamente e depois umedecer com um spray como o que eu também ensinei no post anterior.

Desembarace bem o cabelo! Isto é fundamental para evitar a quebra na trança! E por favor, cuide para que a sua trança não fique úmida por muitas horas – comece com o cabelo úmido, e não molhado! Caso seu cabelo demore muito para secar, solte-a um pouco, espere secar mais e refaça. Não queremos mofo nem nenhum problema de saúde com seu couro cabeludo!

Aplique um bom óleo vegetal nas pontas (óleo de côco, azeite de oliva extra virgem, manteiga de karité….) e, se puder, não use nada pra prender. às vezes nosso próprio cabelo segura a trança no lugar!

3. Escolha a sua trança!

A que eu mais gosto é esta trança torcida embutida, por ser rápida, fácil e bem prática. Indico este tipo de trança para quem tem cabelo entre 1A e 3B. Mesmo quem tem cabelo médio na altura do ombro consegue fazer! Olha só como eu faço:

Cabelos tipo 1 e 2 – tranças mais leves e com mechas bem largas.

Cabelos tipo 3 – tranças embutidas e twists com mechas médias são as mais indicadas! Se quiser fazer várias trancinhas, faça com mechas um pouco maiores que o usual e evite prender as pontas com elásticos.

Cabelos tipo 4 – tranças embutidas, twists com mechas mais finas, e até mesmo várias trancinhas.

Separei algumas ideias pra vocês se inspirarem:

Imagens: Pinterest

4. Manutenção

Tudo o que você precisa fazer é de vez em quando (1x por dia é suficiente) soltar a ponta da trança, borrifar um pouco do nosso spray (olha eu aqui falando dele mais uma vez…) e pentear as pontas. Depois aplique um pouco de óleo vegetal (um pouquinho mesmo!!) e refaça a pontinha. Fácil, não é?

Por hoje é isso! Qualquer dúvida, deixem aqui nos comentários ou falem comigo pelo instagram! Beijocas!

Comente sobre esse post!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: